O Ministério da Reconciliação

Se o irmão ou irmã acha que não tem um ministério específico, dado por Deus, eu lhe indico um que é bem genérico e abrange todos os integrantes do Corpo de Cristo: o ministério da reconciliação.

49

“E levantando-se de manhã muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava” (Marcos 1:35).”E tendo-os despedido, foi ao monte orar” (Marcos 6:46).

“Assentai-vos aqui enquanto eu oro” (Marcos 14:32b).

Jesus, sendo Deus em forma humana, sentiu a necessidade de orar e ter momentos a sós com Seu Pai. Ele sabia que tinha um ministério pela frente o qual não seria fácil e somente com comunhão com o Pai poderia cumpri-lo.

Cada um de nós também tem um ministério a cumprir. Embora poucos saibam disso ou a maioria ainda não tenha consciência “desse ministério”, todos concordam que Deus nos fez “embaixadores da parte de Cristo” (II Cor 5:20).

Se o irmão ou irmã acha que não tem um ministério específico, dado por Deus, eu lhe indico um que é bem genérico e abrange todos os integrantes do Corpo de Cristo: o ministério da reconciliação. Pronto. Até receber uma palavra definida ou um outro trabalho diferente da parte de Deus saiba que o seu ministério será esse, “pois Deus pôs em nós a palavra da reconciliação” (I Cor 5:19).

Para cumprir o seu ministério também é necessário ter uma preparação. Não quero dizer que você precise estudar em um Instituto, Seminário Bíblico ou Faculdade Teológica. Para os leigos a preparação é feita em casa. Como assim? Através da Hora Silenciosa.

Nos dias agitados, concorridos e cheios de afazeres em que vivemos, é difícil parar por alguns instantes e fazer uma pausa. Porém é necessário fazer essa pausa. Jesus deu-nos o exemplo da necessidade desse momento. Poucos são os crentes que fazem a sua hora silenciosa com regularidade, método e constância. É importante fazer dessa hora um hábito. O que é um hábito? É um costume, uma atividade que repetimos por diversas vezes até que ela faça parte do dia a dia do nosso viver.

Precisamos parar de entregar ao Senhor somente o resto daquilo que sobra de nossos dias (quando sobra). As orações sistemáticas do fim da noite quando já estamos cansados e cheios de sono contribuem muito pouco com o crescimento de nossa vida espiritual para esse ministério que a nós foi confiado. Pela Sua grandiosa misericórdia Deus nos ouve e nos atende, no entanto Ele quer conceder mais e mais. É importante ter consciência que Deus QUER falar com Seus servos nessa hora silenciosa. Muitos crentes limitam-se a ouvir a voz de Deus nos cultos semanais aos domingos. Isto é suficiente? Qual o resultado disso? São crentes fracos, sem poder, sem objetivos, cheios de problemas, crentes carnais e não espirituais.

É preciso pagar um preço se quisermos ter uma vida espiritual frutífera.

Na ora silenciosa o crente deve orar, ler a Palavra de Deus e pedir ao Senhor que lhe fale. Que experiência maravilhosa é aquela em que Deus fala com Seus servos! Que pena que nem todos possam desfrutar dessa benção!

A seguir alguns conselhos e dicas que visam orientar-lhe para começar a ter um tempo a sós com Deus. Selecione o horário adequado. É importante haver disposição. Se para você o melhor horário é antes de ir trabalhar, faça-o assim. Se é quando retorna do trabalho, ou ainda em um outro horário diferente, você saberá. Cada um achará aquele tempo que melhor lhe convier. Procure uma hora em que possa repeti-la sequencialmente a fim de tornar-se um hábito.

Selecione o local. Também é importante. Se tem crianças em casa, fique em quarto em que possa fechar a porta e peça para não ser importunado. Se houver possibilidade, use uma mesa para abrir a Bíblia, fazer anotações e observações sobre os aspectos mais destacados e que servirão de meditação na sua hora de oração.

Ore mesmo. Divida os motivos de oração. Comece louvando a Deus. Entre em Sua presença com ações de graça. Tenha uma seqüência a seguir, não sendo necessariamente nesta ordem:

  • louvor
  • intercessão por pessoas (família, parentes e amigos)
  • intercessão por você, sua vida espiritual, material, saúde…
  • peça perdão, confesse pecados
  • ore pelos enfermos que tiver conhecimento
  • ore pelas autoridades constituídas
  • ore por sua igreja e seu pastor
  • ore por missões e pela propagação do evangelho no mundo
  • ore quebrando as maldições sobre os povos presos a seitas satânicas (feitiçaria, macumbas, islamismo, hinduísmo, mormonismo…)
  • louvor – termine louvando e agradecendo as bençãos recebidas.
  • Como vê, motivos para orar não faltam. Você vai ver que seria necessário um dia inteiro para orar por tudo aquilo que realmente precisa de oração e que apenas algumas horas ou momentos diante de Deus não são suficientes.

Faça de sua hora silenciosa um gostoso hábito. Se puder fazer com a família, também faça. Desfrute de ótimos momentos de bençãos diante do Senhor e as conseqüências aparecerão no seu ministério. “Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta” (Hebreus 12:1).

Enviado por: Robson do Nascimento

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site.