Elias, um homem como nós

238

Quem era Elias? Elias foi um profeta intrépido do Velho Testamento, que teve fé suficiente para enfrentar o Rei Acabe, dizendo-lhe que em seu reino não choveria por três anos.

“Portanto, confessai os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A oração de um é poderosa e eficaz. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, e orou com fervor para que não chovesse, e durante três anos e seis meses não choveu sobre a terra. E orou outra vez e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto” Tiago 5:16-18.

Elias também é o mesmo homem de fé que orou a Deus em favor de um menino que já havia morrido, e Deus o ressuscitou.

Ainda é sobre o mesmo Elias que a Bíblia fala, quando desafiou a uma competição os quatrocentos e cinqüenta profetas do deus Baal, no alto do monte Carmelo, clamando fogo do céu e depois cortou a cabeça deles ao celebrar a vitória.

Como é possível nos dias de hoje nos identificarmos com uma pessoa assim?

Porém Tiago disse: “Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós…”

Temos estudado nos últimos dias sobre as chaves que dão acesso ao céu e à presença de Deus, às chaves da oração para abrir portas, a função dos intercessores. No nosso boletim desta noite, no item “Orai sem cessar”, há dois tópicos chamando-nos a orar por intercessores e “reparadores de brechas”.

Elias era um homem que tinha muito em comum com nós

É difícil tentar ver alguma semelhança com um homem que tinha aquele tipo de fé. Seria mais fácil nos identificarmos com alguém como Pedro. Pedro era um sujeito, que antes de ter sua vida controlada pelo Espírito Santo, estava sempre metendo os pés pelas mãos, quebrava promessas e ainda negou ao Senhor.

Também seria fácil nos identificar com Davi. Às vezes ele tinha problemas com Deus. Tinha problemas com os filhos, não sabia em quem confiar. Caiu em adultério, mandou matar. Este sim, era um homem sujeito às mesmas paixões que nós. No entanto, Tiago não falou sobre Davi, nem sobre Pedro. Falou daquele habitante do deserto: Elias.

Para dar um maior esclarecimento sobre que tipo de paixões estava Elias sujeito, seguem-se alguns exemplos:

  • Era um homem de natureza semelhante à nossa;
  • Era um ser humano de natureza semelhante à que temos – com sentimentos, disposições de ânimo e constituição física igual;
  • Era alguém tão humano quanto nós.

O que Tiago queria dizer era que Elias era um ser humano normal e que Deus respondeu milagrosamente às suas orações. Você crê nisso? Sim, Deus também pode responder às suas orações de maneira poderosa, basta crer.

Enviado por: Robson do Nascimento

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site.